O Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e a historiografia oitocentista da imprensa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15848/hh.v16i41.1937

Palavras-chave:

Imprensa, História da historiografia, Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB)

Resumo

Este artigo remete aos primórdios dos estudos de jornalismo no Brasil, na medida em que propõe sistematização e
exame crítico-reflexivo dos trabalhos pioneiros sobre o tema da imprensa periódica e seus jornalistas, produzidos
no âmbito do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) e seus congêneres. Considera-se o conjunto de
relatos publicados entre meados dos séculos XIX e XX, a contar por aquele que seria o primeiro registro dedicado ao
assunto, saído na revista da instituição em 1846. O objetivo é analisar tanto as tendências de investigação quanto
de conceituação do fenômeno em pauta, pela geração que antecede os historiadores universitários. A conclusão
a que se chega é de que, apesar do caráter descritivo e da abordagem de inventariação, tal produção converge na
construção de uma narrativa particular em relação ao desenvolvimento da imprensa brasileira e seu papel junto à
nação, como elemento civilizador e meio de instrução pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS. Curso de Jornalismo: conferências realizadas na Academia Brasileira de Letras. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 1958.

ARAUJO, Valdei Lopes de. A experiência do tempo: conceitos e narrativas na formação nacional brasileira (1813-1845). São Paulo: Aderaldo & Rothschild, 2008.

BEZERRA, Alcides. A imprensa na Parahyba. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Paraibano, João Pessoa, a. XIV, v. 5, p. 51-64, 1922.

CARVALHO, Alfredo de. Annales da imprensa periódica pernambucana de 1821-1908. Recife: Typographia do Jornal do Recife, 1908a.

CARVALHO, Alfredo de. Gênese e progressos da imprensa periódica no Brasil. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, t. esp., p. 1-89, 1908b.

CEZAR, Temístocles. Ser historiador no século XIX: o caso Varnhagen. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

CUNHA BARBOSA, Antônio da. Origem e desenvolvimento da imprensa colonial brasileira. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, t. LXIII, pt. II, p. 239-262, 1902. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0B_G9pg7CxKSseVJWSTFaQTY5Z2c/view?resourcekey=0-CgWsOpUD6NHFeUXiWxU1LA. Acesso em: 20 out. 2023.

DIEHL, Astor Antônio. A cultura historiográfica brasileira: do IHGB aos anos 1930. Passo Fundo: Ediupf, 1998.

DUARTE PEREIRA, José Higino. Advertência. Revista do Instituto Arqueológico e Geográfico Pernambucano, Recife, n. 28, p. 121-126, 1883.

ERICKSEN, Nestor. A origem da imprensa no Rio Grande do Sul. Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, n. 81, p. 15-26, 1941.

FALCON, Francisco. Sobre história, historiografia e historiadores: entrevista com Francisco Falcon. Entrevistadoras: Marcia de Almeida Gonçalves e Rebeca Gontijo Teixeira. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, Ouro Preto, v. 4, n. 7, p. 365-382, nov./dez. 2011. Disponível em: https://www.historiadahistoriografia.com.br/revista/article/view/319/224. Acesso em: 20 out. 2023.

FERNANDES PINHEIRO, Joaquim Caetano. A imprensa no Brazil. Revista Popular, Rio de Janeiro, a. 1, t. 4, p. 217-224, 1859. Disponível em: https://memoria.bn.br/docreader/DocReader.aspx?bib=181773&pagfis=0. Acesso em: 20 out. 2023.

FLEIUSS, Max. História da imprensa no Brasil. In: INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO BRASILEIRO. Diccionario historico, geographico e ethnographico do Brasil: commemorativo do primeiro centenario da Independencia. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1922. p. 1550-1585.

FREITAS, Affonso Antonio. A imprensa periodica de São Paulo desde os seus primordios em 1823 até 1914. São Paulo: Typ. do Diario Official, 1915.

GOMES, Angela Maria de Castro. História e historiadores. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1996.

GUIMARÃES, Lucia Maria Paschoal. Debaixo da imediata proteção de Sua Majestade Imperial: o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1838-1889). Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, a. 156, n. 388, p. 459-613, jul./set. 1995. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0B_G9pg7CxKSsMU16eUE2T3huTDg/view?resourcekey=0-tjNnXEsMz2sEoNvCASBCTA. Acesso em: 20 out. 2023.

GUIMARÃES, Manoel Luiz Salgado. Historiografia e Nação no Brasil (1838-1857). Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011.

GUIMARÃES, Manoel Luiz Lima Salgado. Nação e Civilização nos Trópicos: o Instituto Histórico Geográfico Brasileiro e o projeto de uma história nacional. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 5-27, 1988. Disponível em: https://periodicos.fgv.br/reh/article/view/1935. Acesso em: 20 out. 2023.

HALLEWELL, Laurence. O livro no Brasil. 3. ed. São Paulo: EDUSP, 2012.

HOMEM DE MELO, Francisco Inácio Marcondes. Hyppolito José da Costa Pereira. Revista do Instituto Histórico e

Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, t. XXXV, pt. II, p. 203-245, 1872. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0B_G9pg7CxKSsRkRhblVHWklMSm8/view?resourcekey=0-sUFhsd-ijV-xUfQb8jquuQ. Acesso em: 20 out. 2023.

KANTOR, Iris. Esquecidos e renascidos: historiografia acadêmica luso-americana, 1724-1759. São Paulo: HUCITEC, 2004.

LIMA SOBRINHO, Barbosa. O problema da imprensa. Rio de Janeiro: Álvaro Pinto, 1923.

LUSTOSA, Isabel. Insultos impressos: a guerra dos jornalistas na Independência (1821-1823). São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

MARQUES DE MELO, José. História do jornalismo: itinerário crítico, mosaico contextual. São Paulo: Paulus, 2012.

MARQUES DE MELO, José. Sociologia da imprensa brasileira: a implantação. Petrópolis: Vozes, 1973.

MARTINS, Antonio Egydio. Jornaes e jornalistas. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, São Paulo, v. XVII, p. 113-138, 1912. Disponível em: http://ihgsp.org.br/revista-ihgsp-vol-17/. Acesso em: 20 out. 2023.

MARTINS, Wilson. A palavra escrita. São Paulo: Anhembi, 1957.

MENDES, Claudinei Magno Magre. O ensaísmo na historiografia brasileira. Acta Scientiarum, Maringá, v. 34, n. 1, p. 91-100, jan./jun. 2012. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/items/57cc708b-c13e-44f7-9f1f-422b616be5f5. Acesso em: 20 out. 2023.

MOLINA, Matías Martínez. História dos jornais no Brasil: da era colonial à Regência (1500-1840). São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

MOREIRA DE AZEVEDO, Manuel Duarte. Origem e desenvolvimento da imprensa no Rio de Janeiro. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, t. XXVIII, p. 169-224, 1865. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0B_G9pg7CxKSsc015R3hMbWdVcjg/view?resourcekey=0-SQLoNNWyYwUoVxQmUZDc4Q. Acesso em: 20 out. 2023.

MOREL, Marco. Cipriano Barata. São Paulo: Brasiliense, 1986.

PERDIGÃO DE OLIVEIRA, João Batista. A imprensa no Ceará. Revista do Instituto do Ceará, Fortaleza, t. XI, p. 61-77, 129-141 e 187-203, 1897. Disponível em: https://www.institutodoceara.org.br/1897-2/. Acesso em: 20 out. 2023.

PEREIRA DA COSTA, Francisco Augusto. Estabelecimento e desenvolvimento da imprensa em Pernambuco. Revista do Instituto Arqueológico e Geográfico Pernambucano, Recife, n. 39, p. 25-54, 1891.

RÊGO, Ana Regina Barros Leal. Imprensa piauiense: atuação política no século XIX. Teresina: Fundação Cultural Monsenhor Chaves, 2001.

RIZZINI, Carlos. Hipólito da Costa e o Correio Braziliense. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1957.

RIZZINI, Carlos. O livro, o jornal e a tipografia no Brasil, 1500-1822: com um breve estudo geral sobre a informação. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1988 [1946] .

ROMANCINI, Richard. História e Jornalismo: reflexões sobre campos de pesquisa. In: LAGO, Cláudia; BENETTI, Marcia (org.). Metodologia de Pesquisa em Jornalismo. Petrópolis: Vozes, 2007. p. 23-47.

SANTOS, Evandro. Ensaio sobre a constituição de uma ética historiográfica no Brasil oitocentista: Francisco Adolfo de Varnhagen, o historiador no tempo. 2014. Tese (Doutorado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SILVA, Maria Beatriz Nizza da. A primeira Gazeta da Bahia: Idade d’Ouro do Brazil. São Paulo: Cultrix, 1978.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da imprensa no Brasil. 4. ed. atual. Rio de Janeiro: Mauad, 1999.

SOUSA MARTINS, Francisco de. Progresso do jornalismo no Brasil. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, t. VIII, p. 262-275, 1846. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0B_G9pg7CxKSsNnF5QnpQTURqOXc/view?resourcekey=0ZdYNtxLTscuimNcKRdyKYA. Acesso em: 20 out. 2023.

STUDART, Guilherme. Catálogo dos jornais de grande e pequeno formato publicados em Ceará. Revista do Instituto do Ceará, Fortaleza, t. XVIII, p. 196-291, 1904. Disponível em: https://www.institutodoceara.org.br/revista/Rev-apresentacao/RevPorAno/1904/1904-CatalogodosJornaesdegrandepequenoporte.pdf. Acesso em: 20 out. 2023.

SOUZA, Eusebio Néri Alves de. A imprensa do Ceará dos seus primeiros dias aos atuais. Revista do Instituto do Ceará, Fortaleza, t. XLVII, p. 7-45, 1933. Disponível em: https://www.institutodoceara.org.br/revista/Revapresentacao/RevPorAno/1933/1933-AImprensadoCearaemseusprimeirosdias.pdf. Acesso em: 20 out. 2023.

TOLEDO, Lafayette de. Imprensa paulista. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, São Paulo, v. III, p. 303-521, 1898. Disponível em: https://archive.org/details/revistadoinstitu03instuoft/page/302/. Acesso em: 20 out. 2023.

VEIGA, José Pedro Xavier da. A imprensa em Minas-Geraes (1807-1897). Ouro Preto: Imprensa Official de Minas-Geraes, 1898.

VENANCIO, Giselle Martins. Ler ciência no Brasil do século XIX: a Revista Popular, 1859-1862. História, Ciências,

Saúde: Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 20, p. 1153-1162, nov. 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/hcsm/a/

cvpwJLhxWvvTPjTPjCFJmYB/?lang=pt. Acesso em: 20 out. 2023.

VIANNA, Hélio. Contribuição à história da imprensa brasileira. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1945.

Downloads

Publicado

2023-12-25

Como Citar

DAROS, O. O Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e a historiografia oitocentista da imprensa. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, Ouro Preto, v. 16, n. 41, p. 1–28, 2023. DOI: 10.15848/hh.v16i41.1937. Disponível em: https://revistahh.emnuvens.com.br/revista/article/view/1937. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigo original