A mobilização das carnes

história, desejo e política ao rés dos corpos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15848/hh.v16i41.2005

Palavras-chave:

Historiografia, Carne, Corpo

Resumo

Esse artigo aborda a centralidade das carnes, dos corpos e dos desejos na escrita da história. Como trazer os corpos e suas sensibilidades, emoções e comoções para o cerne da escrita da história é um gesto político da maior importância. Trata-se do historiador não almejar apenas dar conta das formas que conformaram e configuraram o passado, mas também de querer fazer de seu próprio corpo, de suas carnes, um instrumento de passagem dos afetos, forças e intensidades que ainda habitam os restos, os signos, os materiais que nos chegaram do outrora, medindo e avaliando através da capacidade de afetar que cada uma dessas presenças do passado ainda possuem, suas possibilidades de fazer efeito e de mobilizar as pessoas no tempo presente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Homo sacer: o poder soberano e a vida nua I. Tradução de Henrique Burigo. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.

AGAMBEN, Giorgio. O aberto: o homem e o animal. tradução de Pedro Barbosa Mendes. 3 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2017.

BARTHES, Roland. Michelet. Tradução Paulo Neves. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.

BARTHES, Roland. O discurso da história. In: R. BARTHES. O rumor da língua. Tradução Mario Laranjeira. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004. p. 163-180.

BARTHES, Roland. O prazer do texto. Tradução de Maria Margarida Barahona. Lisboa: Edições 70, 1988.

BENJAMIN, Walter. Sobre o conceito de história: edição crítica. Tradução de Adalberto Müller e Márcio Seligmann-Silva. São Paulo: Alameda Editorial, 2020.

BERGSON, Henri. Matéria e memória: ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. 4 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

CERTEAU, Michel de. A escrita da história. Tradução de Maria de Lourdes Menezes. 2 ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.

DIDI-HUBERMAN, Georges (org.). Levantes; tradução de Jorge Bastos; Edgar de Assis Carvalho; Mariza P. Bosco; Eric R. R. Heneault. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2017.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Pueblos em lágrimas, pueblos em armas: el ojo de la historia, 6. Tradução de Mariel Manrique e Hernán Marturet. Santander: Shangrila, 2017.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Gestos de aire y piedra: sobre la materia de las imágenes; tradução de Melina Balcázar. Ciudad de México: Canta Mares, 2020.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão; tradução de Lígia M. Pondé Vassalo. Petrópolis, Vozes, 1984.

FOUCAULT, Michel. Nietzsche, a genealogia e a história. In: FOUCAULT, M. Microfísica do poder. 7 ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2018. p. 55-86.

FREUD, Sigmund. Além do princípio do prazer. Tradução Renato Zwick. Porto Alegre: L&PM Editores, 2016.

FREUD, Sigmund. A Negativa. In: FREUD, S. Escritos sobre a psicologia do inconsciente. vol. III: 1923-1940. Rio de Janeiro, Imago, 2007. p. 145-157.

GINZBURG, Carlo. O queijo e os vermes: o cotidiano e as ideias de um moleiro perseguido pela Inquisição. Tradução Maria Betânia Amoroso. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

HOOKS, Bell. Ensinando pensamento crítico: sabedoria política. Tradução Bhuvio Libanio. São Paulo: Elefante, 2020.

LADURIE, Emmanuel Le Roy. Montaillou: povoado occitânico, 1294-1324. Tradução de Maria Lúcia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

MAUSS, Marcel. As técnicas do corpo. In: MAUSS, M. Sociologia e antropologia. Tradução Paulo Neves. São Paulo: Cosac Naify, 2003. p. 399-422.

NIETZSCHE, Friedrich. Humano, demasiadamente humano. Tradução Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia de Bolso, 2005.

SENNET, Richard. Carne e pedra: o corpo e a cidade na civilização ocidental. São Paulo: Best Bolso, 2010.

WARHOL, Andy. Diários de Andy Warhol. Editado por Pat Hackett. Porto Alegre: L&PM, 2012.

Downloads

Publicado

2023-08-07

Como Citar

ALBUQUERQUE JÚNIOR, D. M. de. A mobilização das carnes: história, desejo e política ao rés dos corpos. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, Ouro Preto, v. 16, n. 41, p. 1–23, 2023. DOI: 10.15848/hh.v16i41.2005. Disponível em: https://revistahh.emnuvens.com.br/revista/article/view/2005. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Corpos, tempos, lugares da historiografia